O final de Tormenta

Quando ela chegou em casa, sua expectativas de que ele fosse ligar diminuíram.
Afinal, eles mal se conheciam e ele era todo lindo.
Nunca que iria olhar para uma moça qualquer, muito menos se interessar.
Então resolveu não pensar mais naquilo.
Passaram-se cinco dias, quando o telefone tocou.
Era ele, perguntando se ela não queria sair para jantar.
Na hora que ela ouviu aquela voz, seu coração quase saltou pela boca.
Ela sentiu seu corpo se inundando de felicidade.
E então combinaram dele ir buscá-la às oito.
Ela ficou quase três horas tentando escolher um vestido que não fosse tão sexy e nem tão "senhora".
Na hora de fazer a maquiagem não sabia se fazia uma pesada ou uma mais natural.
Enfim as oito em ponto ele estava tocando sua campainha.
E ela pronta.
Ao abrir a porta ela teve uma surpresa.
Ele estava segurando um buquê de flores.
E por sinal as favoritas dela: Rosas brancas.
Ela sentiu seu rosto ficar quente e sabia que estava ficando vermelha.
Para tentar disfarçar ela o convidou para entrar enquanto ela colocava as rosas em um vaso.
Ele elogiou a decoração da casa e ficou esperando como um verdadeiro cavalheiro por ela.
Chegaram no restaurante e como se eles já se conhecessem.
Conversaram durante horas.
Houve alguns flertes da parte dele, mas ela não sabia se era só coisa da cabeça dela.
Ela já havia perdido a prática nesse lance de flertar.
Mas gostou de ver que os dois estavam se dando super bem.
E quando ele contou sua história, ela se sensibilizou.
Pois percebeu que não foi só ela que teve o coração partido por uma pessoa que amou.
Ele disse que não sabe porque ficou interessado nela.
Ele não havia se interessado por mais ninguém depois do que aconteceu com ele.
Mas quando a viu, o coração bateu mais forte dentro dele.
Ela sorriu pois acontecera o mesmo com ela.
Eles chegaram na porta da casa dela e ela se despediu com um beijo no rosto e entrou.
Bastou ela tirar o vestido e a maquiagem para o celular dela tocar e ver que era ele.
Acabaram conversando a madrugada toda e combinaram de passear no parque aonde se viram, no dia seguinte.
No parque eles andaram de mãos dadas e trocaram beijos apaixonados.
Depois disso foram mais encontros e mais encontros.
O tempo foi passando e o relacionamento amadurecendo.
E os dois cada vez mais apaixonados um pelo outro.
E ela só se deu conta de que tinha encontrado o cara perfeito.
Quando ele abriu a porta do quarto e a ajudou a colocar o filho deles no berço.

Se você ainda não leu Tormenta e A continuação de Tormenta, tá esperando o que?

5 comentários :

PatyPimentinhaa disse...

:'( Emocionante *-*

Helena de Aguiar disse...

C/ vc soube??? Foi assim que começou a minha história de amor.....

Yandra Domingues Barboza disse...

Sério? Eu só imaginei :D

Helena de Aguiar disse...

hahahaha...Sim sério,só que combinamos de passear na Praça do Congresso no dia seguinte.......Não foi num parque....

Yandra Domingues Barboza disse...

Puxa, que legal! :D

Amor, Tombos e Outras Coisas... Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados