Foda-se o barulho! Quebre a cama!

Sexo… Às vezes me espanta que falar de sexo ainda seja tabu pra muita gente. Numa conversa despretensiosa entre amigos e amigas, na faculdade ou em qualquer outro ambiente imaginado, o assunto sexo parece já vir carregado de timidez reprimida ou, como prefiro, falso-puritanismo.
Todo mundo quer sexo. Se não transou, ainda vai transar. O mais santinho ou a mais devassa, a mais quietinha ou o mais safado. Todos pensam em sexo. Todo mundo é tarado em pensamento. Só que o sexo ainda parece, pra muitos, coisa do capeta. Mas pode ter certeza que o capeta trepa também.
Sexo é sexo. Não quero julgar aquela coisa de sexo com amor é melhor e blá blá blá. Isso se resolve dentro das quatro paredes, ou fora delas, como quiseres. Eu estou falando é de tesão. Daquela coisa que arrepia a nuca e dá água na boca. É jogar os escrúpulos pela janela e fazer do quarto um ringue. Tá ligado?
Foda-se o barulho. Quebre a cama! Extravase! Faça dos seus desejos mais secretos, realidade. Fazer aquilo que vocês assistem em vídeo “proibido” na internet (eu sei que assistem) e sonham um dia pôr em prática. Fazer da hora H a hora de todas as letras.
Não estou dizendo que não tem que ter carinho e romance, estou dizendo pra ter loucura. Quebrar tudo. Aquela coisa de pele que transborda adrenalina, que te deixa as unhas riscadas nas costas e a mordida marcada como tatuagem. O cheiro de desejo no ar e a vontade de nunca mais parar.
Foda-se o barulho. Quebre a cama!
Mas, no final, não vire para o lado e durma, senão foi tudo por água abaixo. Olhe nos olhos e deseje. Se foi bom, sempre vai ter gostinho de quero mais…

Fonte: Amor Abusado

20 recados que homens e mulheres daria para as(os) ex's de seus(suas) namorados(as).

É galerê! Os leitores gostaram tanto da outra enquete, que resolvi fazer mais uma e C-H-O-V-E-U
respostas. Tem todo o tipo de resposta, todo tipo MESMO.
Confiram abaixo, dêem risada e comente.

1. Que burro, da zero pra ele!

2. Viva a sua vida, sem encher a do meu namorado.

3. Fecha os olhos pra você não ver o tiro. Só não prometo que não vai doer.

4. kkkkk

5. É cometemos o mesmo erro! #QueMerda

6. Infelizmente não aprendemos com os erros dos outros, temos que dar a nossa cara a tapa!

7. Dá pra voltar no tempo e você continuar sendo atual?

8. Não sei como ele conseguia conviver com alguém como você. Ainda bem que a vida sempre reserva algo melhor para todos, no caso do meu namorado: eu! Beijso pótan

9. Para de mandar mensagem pra ele, este homem não é mais seu queridinha :)

10. Aposto que eu chupo a B%$#*@ dela melhor que você.

11. Tua vez já passou e eu não tive nada haver com isso, você já teve até banda comigo, conversa comigo nas festas (como se eu não soubesse de nada), mas mesmo tendo namorada hoje, fica babando pela tua ex? Que cara legal que você é! Não é a toa que minha namorada te largou, seu trouxão.

12. Você é incrível assim com ele, porém vocês não davam mais certo em um relacionamento e eu te admiro por ser querida comigo. Melhor ex de namorado ever.

13. Boa sorte sem mim! USHAIUHSAIUHSAIUSHAIU

14. Esse é o meu "CR" e essa é a minha glock.

15. Perdeu baranga.

16. Rala sua mandada.

17. Finalmente ele conheceu uma mulher de verdade. Beijos recalque.

18. Ex-orcizamos você. Beijocas.

19. Se fodeu seu corno.

20. Você fez uma cagada enorme e estragou uma ótima pessoa. Ainda bem que as pessoas conversam, compartilham, se transformam e mudam. Nós mudamos juntos e estamos cada dia melhor. É uma pena que você não soube aproveitar o que tinha ao seu lado. Melhor pra mim, que soube ter paciência e dar amor, pra um maravilhoso homem, que hoje e sempre estará ao meu lado.

Colocaram gays e homofóbicos na mesma sala e pediram para se abraçarem.

Se você acompanha o Amor, Tombos e Outras Coisas há alguns dias, é possível que você já tenha visto o vídeo “primeiro beijo” que mostra estranhos se beijando pela primeira vez. Não viu? Não tem problema, assista clicando aqui (o link será aberto em outra janela) e depois volte para este post.
Já assistiu? Ótimo.
Aproveitando a sensação que foi o vídeo citado acima, o canal The Gay Women Channel no YouTube resolveu fazer um experimento parecido.
Eles convidaram alguns homofóbicos para se encontrarem com alguns homossexuais. E mais: pediram para eles se abraçarem.
O resultado você vê abaixo, clicando no play. Dica: você pode ativar legendas em português no canto inferior direito do vídeo.




Fonte: Awebic

22 recados que homens e mulheres dariam para seus(suas) ex.

O que você diria para aquele(a) seu(sua) ex-namorado(a), se pudesse agora? Xingaria, desejaria felicidades, contaria um segredo há muito escondido? Meus leitores responderam a esta pergunta e aqui está a lista com 22 delas. Confira e comente!

1. Agradeço pelos momentos de felicidade e também pelo aprendizado de não confiar nem se entregar completamente para qualquer desconhecido.

2. Lembra quando te prometi ser fiel? Pois é, eu menti. Se cuida querida, beeeijo!

3. Eu fui sim muito feliz todos os anos ao seu lado, mas descobri que hoje sou mais feliz!

4. Obrigada pelas dores, dessabores, mentiras, sujeiras e pelo pé na bunda, Assim encontrei alguém que me levantasse, pegasse no colo, que lambesse minhas feridas e me ensinasse o que é amar. De verdade.

5. Te vi de costas esses dias, pensei que fosse um amigo meu, tais parecendo um homem!

6. Você não me valorizou, ainda bem que entrou uma pessoa na minha vida que soube fazer isso. Aprenda a valorizar as pessoas que te amam ou você vai acabar infeliz e sozinho.

7. Você foi muito importante na minha vida e é uma pessoa incrivelmente especial, mas quero vê-lo feliz! Que você consiga se casar, formar uma família. A vida segue em frente e você precisa seguir e ser feliz. Todos os dias você está em minhas orações!

8. To com outra mais gostosa que você!

9. Eu mereço alguém muito melhor que você.

10. To tentando viver sem você demonho!

11. Quero dizer que até hoje me arrependo de não ter te denunciado para a polícia por agressão. Espero que o inferno seja pouco pra ti.

12. Desejo a todos os inimigos vida longa, para que vejam a cada dia a nossa vitória! Hahah beijinho no ombro!

13. Vadia!

14. Eu te amo ainda, não sei até quando vou te amar, mas o que sustenta o relacionamento não é o amor, é o jeito de se relacionar. E tu complicastes o nosso relacionamento ao máximo. Espero que morra de saudades de mim e quando peça para voltar eu já esteja em uma bem melhor. Isso eu já vi acontecer antes e vai te fazer evoluir...e muito.

15. Eu penso que tudo na vida é aprendizado...e nosso relacionamento foi um desses aprendizados.

16. Lembra aquela noite? Quis te arrastar com o carro na estrada, mas ainda te acho linda e tenho vontade de te beijar!

17. Nunca fui tão feliz como agora e nunca tive tanta certeza de que estou fazendo a coisa certa, não espere por mim, você é uma boa pessoa, mas a melhor coisa pra mim é não ter nem um contato, me faz esquecer da vida que eu não quero mais e das pessoas que eu não quero mais ter por perto. Amo demais a pessoa com quem estou agora, finalmente eu tenho a paz ao lado de alguém, sem ter que me preocupar com o amanhã. Eu poderia dizer que a gente se esbarra, mas não a gente não vai se esbarrar. Uma última coisa, fique longe de mim e dela!

18. Chupa meu cu!

19. Viu? Cheguei muito além do que  você nem sequer acreditava ser possível. Mire o sol para acertar a lua ou mais longe...

20. To com uma mais bonita, inteligente e gostosa! e você aí com esse estranho. HU3HU3HU3BRBRBR

21. Perdeu, playboy.

22. Te amo.

Uma reflexão sobre a morte.

Você combinou de jantar com a namorada, está em pleno tratamento dentário, tem planos pra semana que vem, precisa autenticar um documento em cartório, colocar gasolina no carro e no meio da tarde morre. Como assim? E os e-mails que você ainda não abriu, o livro que ficou pela metade, o telefonema que você prometeu dar à tardinha para um cliente? 

Não sei de onde tiraram esta idéia: morrer. A troco? Você passou mais de 10 anos da sua vida dentro de um colégio estudando fórmulas químicas que não serviriam pra nada, mas se manteve lá, fez as provas, foi em frente. Praticou muita educação física, quase perdeu o fôlego, mas não desistiu. Passou madrugadas sem dormir para estudar pro vestibular mesmo sem ter certeza do que gostaria de fazer da vida, cheio de dúvidas quanto à profissão escolhida, mas era hora de decidir, então decidiu, e mais uma vez foi em frente. De uma hora pra outra, tudo isso termina numa colisão na freeway, numa artéria entupida, num disparo feito por um delinqüente que gostou do seu tênis. 

Qual é? Morrer é um cliche. Obriga você a sair no melhor da festa sem se despedir de ninguém, sem ter dançado com a garota mais linda, sem ter tido tempo de ouvir outra vez sua música preferida. Você deixou em casa suas camisas penduradas nos cabides, sua toalha úmida no varal, e penduradas também algumas contas. Os outros vão ser obrigados a arrumar suas tralhas, a mexer nas suas gavetas, a apagar as pistas que você deixou durante uma vida inteira. Logo você, que sempre dizia: das minhas coisas cuido eu. 

Que pegadinha macabra: você sai sem tomar café e talvez não almoce, caminha por uma rua e talvez não chegue na próxima esquina, começa a falar e talvez não conclua o que pretende dizer. Não faz exames médicos, fuma dois maços por dia, bebe de tudo, curte costelas gordas e mulheres magras e morre num sábado de manhã. Se faz check-up regulares e não tem vícios, morre do mesmo jeito. Isso é para ser levado a sério? 

Tendo mais de cem anos de idade, vá lá, o sono eterno pode ser bem-vindo. Já não há mesmo muito a fazer, o corpo não acompanha a mente, e a mente também já rateia, sem falar que há quase nada guardado nas gavetas. Ok, hora de descansar em paz. Mas antes de viver tudo, antes de viver até a rapa? Não se faz. Morrer cedo é uma transgressão, desfaz a ordem natural das coisas. Morrer é um exagero. E, como se sabe, o exagero é a matéria-prima das piadas. Só que esta não tem graça.


Autor: Pedro Bial

Quando ela foi diagnosticada com câncer, os amigos decidiram fazer uma surpresa.

Não há muito o que falar deste vídeo, a não ser assistir e presenciar empaticamente a força e a importância de termos verdadeiros amigos na hora que necessitamos. Acontece que em fevereiro de 2014, uma das amigas de Gerdi McKenna escreveu um e-mail solicitando uma sessão de fotos para todos os seus amigos. A sul-africana havia sido diagnosticada com câncer de mama alguns meses antes e estava passando pelo perrengue da quimio. Veja só o que aconteceu, mas antes reserve um lenço, você vai precisar.



Como dizem as amigas de Gerdi no vídeo:

- "... isso é o mínimo que eu posso fazer. Se isso for deixar sua vida um pouquinho melhor, eu farei com prazer!", diz uma.

- "Se eu parar para pensar no que a Gerdi está vivendo, isso não é nada", ressalta a outra.

  - "Estou nervosa, mas sei que é a coisa certa a fazer. Estou abrindo mão do meu orgulho por uma amiga que está passando por algo muito pior", explica outra amiga.

Muitas vezes não queremos abrir mão de coisas pequenas, que, no entanto, podem representar tudo para outra pessoa. Reclamamos do correria do cotidiano, do estresse, ficamos depressivos olhando para o nosso próprio umbigo, quando temos saúde e tempo de sobra para darmos uma abraço gostoso em um amigo.


Fonte: Metamorfose Digital

15 fatos que você pode ou não saber sobre mim.

1. Tenho medo do escuro.


Mas não é aquele medo que dá depois de ver um filme de terror, é medo mesmo. Já cheguei a dormir frequentemente com a minha mãe, por volta dos meus 16/17 anos, por conta disso. Sempre, S-E-M-P-R-E tem que ter uma luz ou pelo menos o meu noivo para poder ficar tranquila. Ir a noite ao banheiro ou à cozinha é fora de cogitação, morro de sede e faço xixi na cama, mas não vou. Mentira, eu acendo todas as luzes possíveis e volto correndo para o quarto.


2. Sou uma boa ouvinte.

Poucas pessoas sabem disso, mas eu costumo ser aquele ombro amigo que vai estar sempre a disposição, quando aqueles "amigos" não estiverem com vontade de ouvir as reclamações, desabafos, etc. E de bônus: eu fico na minha, sem sair contando pra todo mundo. Se me pedir para guardar segredo, ele vai para o túmulo comigo. Quem teve a oportunidade de se abrir comigo, dificilmente se arrependeu - claro que as vezes eu erro, porque né..sou humana. Acho até que poderia dizer que sou uma amiga para a vida inteira, se a amizade for verdadeira, claro.


3. Não gosto de chocolate.

Não gosto, acho enjoativo e como em última circunstancia se não tiver absolutamente nada para comer, ponto.


4. Sempre acho que a culpa é minha.

Não sei se é porque eu me cobro muito ou se eu sempre tento ver todos os lados, mas sempre que algo acontece, coloco a culpa em mim. E ao colocar a culpa em mim, automaticamente eu lembro de situações parecidas e consequentemente eu me sinto pior. Não sei porquê eu simplesmente não consigo deixar as coisas passarem, eu apenas engulo-as e guardo em algum canto do meu cérebro. Por isso as vezes algo tão bobo me destrói. 


5. Não sei levar algumas brincadeiras numa boa.

Por exemplo, odeio quando as pessoas me chamam de chata, na brincadeira. Eu sei que sou chata em algumas coisas, não preciso que ninguém fique me lembrando disso, nem de brincadeira. Eu prefiro muito mais um abraço ou ouvir que eu sou uma boa pessoa. 
Basicamente qualquer brincadeira de mau gosto eu repudio, simplesmente porquê não consigo achar graça. Mas calma, eu tolero e entro na onda na maioria das vezes. Eu também sei ser legal. :)


6. Sou extremamente carente.

Daí vocês entendem o porque do fato número 5 ou não.
Apesar de achar que para esse fato, não precisa de explicação, porque ele se auto define, um dos maiores motivos foi que eu cresci sem pai, consequentemente minha mãe ficava fora o dia inteiro e as vezes o final de semana também para poder pagar as contas e me dar uma boa educação. Morava em uma vizinhança que não havia crianças e estudava muito longe de casa (viva São Paulo), então eu aprendi a brincar sozinha, quer dizer, me acostumei né. 
Acredito que isso já sirva de base para entender a carência. #mimimi


7. Me cadastrei no Suicide Girls

Já faz uns meses que me cadastrei para ser uma SG, só estou esperando a fotógrafa retornar ao Brasil para fazer as fotos e upar o ensaio no site e torcer para me tornar uma SG. 
Quero me tornar uma pois além do amor pelas tattoos, o nome, o propósito tem bastante a ver comigo.


8. Conto carros - com os pés.

Ok. Essa é de longe a coisa mais esquisita que eu faço. 
Quando eu estou dentro do carro sem fazer nada, eu tenho essa mania de ficar contando os carros que estão estacionados com os pés a medida que eu vou passando por eles. Melhor ainda quando dá pra estacionar o carro dos dois lados da rua, daí eu faço a festa. 


9. Beijo meninas.

Não, não é porque virou modinha, minha primeira parada gay foi aos 9 anos e quem me levou foi a minha mãe. Meu primeiro beijo com outra menina foi com 10 anos (acho, não me lembro muito bem, mas sei que era bem nova), estava lendo um livrinho com uma amiguinha no integral e rolou. Eu gostei, foi bom e aos 15 anos eu contei para minha mãe, que aceitou numa boa, já que eu vivo nesse mundo desde que eu me dou por gente. 


10. Já me cortei.

Lembram do fato 4? Como eu sempre guardo as coisas para mim, chegava uma hora que ao somar com tristeza, com alguma briga ou uma discussão, eu não conseguia/consigo lidar com tudo ao mesmo tempo e acabava me cortando, porque me aliviava momentaneamente. 
Fiz terapia por um tempo, mas hoje tento controlar sozinha essa vontade, devido a aprendizagem dos longos meses com a psicóloga. Mas confesso que as vezes é difícil.


11. Luto pelas pessoas que amo.

Querem uma prova? Meu noivado é a melhor delas. Mas não só desse amor que eu luto, luto pelos meus amigos também, se algo acontecem com eles, eu sofro junto. Eu me dôo bastante, mesmo as vezes quebrando a cara, porque nem tudo na vida é fácil.


12. Amo cantar.

Amo, amo mais que número 1 com suco de maracujá e batata frita grande. Eu tenho tudo para ser uma cantora, menos voz. sério, minha voz é um desastre.
Eu tenho uma amiga e noivo que cantam divinamente bem e eu vivo sonhando que um dia vou conseguir cantar igual a eles.
Enquanto meu sonho não vira realidade, meu refúgio é ouvir música ao deitar e ficar me imaginando cantando em um show ou em clipe, até pegar no sono. 
Quem sabe em uma próxima encarnação.


13. Tenho medo de barata.

Clichê.
A maioria das mulheres tem esse medo, mas eu duvido que elas saiam por aí gritando no meio da rua quando passa uma por perto...
Quem tem medo de barata sabe que elas sentem o nosso pavor e ficam vindo pra cima de nós. 
E vai ter gente que vai falar que é frescura! Hunf.


14. Enjoei de pizza.

É. To vendo que vocês tão me achando meio fora da casinha.
Mas é verdade, eu to enjoada! Se eu como pizza em um dia da semana, fico sem vontade de comer por um bom tempo. A gente sempre pede comida aqui em casa, e acho que a gente já pediu tanta pizza que eu acabei enjoando. 
Obs.: Meu noivo é viciado em pizza e o coitado sofre comigo. Risos..


15. Sou muito organizada.

Muito não...sou extremamente organizada, você dificilmente vai entrar no meu quarto e vê-lo desarrumado. Só se eu estiver meio deprê, que daí meio que largo mão da vida.
As vezes me baixa o santo/a pomba gira e eu começo a limpar o apartamento inteiro, lavo louça, roupa, vidro, tiro pó de tudo e não paro até ver a casa em perfeitamente limpa e organizada.
Meu noivo é prova viva disso, eu brigo com ele por deixar o ralo do box aberto e as roupas espalhadas pelo quarto. Engraçado que ele nunca aprende.


Espero que vocês tenham me conhecido um pouquinho mais. Se você se identificou com algum item, deixa um comentário me contando ta?

Beijos, beijos.

Cineasta pede para 20 estranhos se beijarem pela primeira vez. Os resultados são de tirar o fôlego!

Cineasta Tatia Pilieva pediu para que 20 estranhos se beijassem pela primeira vez. Alguns são difíceis e outros parecem como se tivessem sido amantes para sempre. Confira o vídeo no fim da página e se preparar para obter calafrios!













Vejam esses estranhos se apaixonarem neste vídeo incrível...





20 situações machistas que as mulheres sofrem diariamente

Mesmo conquistando seu espaço a cada dia, as mulheres ainda sofrem com situações machistas diariamente. A cultura machista está tão enraizada que às vezes o machismo começa em casa. 
"Isso não é coisa de menina", dizem alguns pais. Até mesmo as coisas mais comuns como as cores (rosa para menina e azul para menino) acabam limitando o comportamento feminino e pré-estabelecendo o que seria "certo e errado" entre homens e mulheres. 

O jornalista Daniel Bovolento, do site "Entre Todas as Coisas", perguntou a cerca de 50 mulheres no Facebook quais as atitudes machistas que elas mais sofrem no dia a dia. A partir das respostas ele elaborou uma lista com 20 situações encaradas por elas. Aos homens, cabe a reflexão: aquela piadinha com sua colega de trabalho é realmente necessária? Você sabia que aquela "olhadela" às mulheres que passam na rua geram mal-estar e constrangimento? 

Para Bovolento, a mudança de comportamento é necessária. "Eu sei que a olhadela é natural na cultura masculina, mas talvez seja a hora da gente reavaliar as atitudes e prezar por um espaço de convivência mais justo, igualitário e menos agressivo. Todos saímos ganhando nessa." Confira a lista: 

1. Ter que saber realizar tarefas domésticas pra ser considerada uma mulher de verdade. Ouvir sempre: "Você não sabe cozinhar? Assim não vai conseguir casar nunca, tem que ser prendada." 

2. Quando a conta da mesa é pedida, ela é sempre direcionada ao homem. 

3. Ouvir que mulher não sabe dirigir ou ter que aturar piadinhas deste cunho o tempo todo. 

4. Quando as pessoas ainda se surpreendem por ela ser inteligente ou bem sucedida. 

5. Tolerar cantadas grosseiras e piadas invasivas de desconhecidos na rua. 

6. Ser desprezada quando opina sobre assuntos "tipicamente masculinos" como o futebol e lutas, mesmo que ela saiba bem do que está falando. 

7. Ser xingada de "puta, piranha, vagabunda, ordinária, cachorra" e derivados porque não quis ficar com o cara na balada. Ou por exercer sua liberdade usando qualquer tipo de roupa que quiser. 

8. A famosa – e idiota – divisão entre mulher que presta e mulher que não presta, mulher pra pegar e mulher pra namorar. Pior ainda é quando decidem fazer julgamentos baseados na aparência ou nas pessoas com quem ela anda. 

9. O status de sucesso só existe se ela for casada ou se estiver em um relacionamento. Caso ela esteja solteira depois de algum tempo, ninguém se importa com as conquistas profissionais. Conferem status de "encalhada, mal amada, infeliz" e afins. 

10. Ter que cuidar excessivamente do corpo porque a cobrança é muito grande. E caso esteja fora dos padrões, ter que ouvir que "nenhum homem vai te querer", como se atrair um cara fosse mais importante que auto estima. 

11. Não poder andar sozinha em locais mais desertos ou em horários mais tardios só por ser mulher. 

12. Viver com a ameaça constante de não ser apenas assaltada em certas ocasiões de violência e insegurança, mas também estuprada. 

13. Ter sua capacidade intelectual desmerecida em profissões "tipicamente masculinas", como engenharia mecânica e informática. 

14. Não ter a mesma remuneração e reconhecimento pessoal que um homem no mesmo nível que o dela. Parece mentira, mas isso ainda acontece em muitos lugares que pagam valores diferentes pro mesmo cargo pra pessoas com a mesma experiência, mas pertencentes a sexos opostos. 

15. Serem vetadas em atitudes nos relacionamentos, como tomar a iniciativa em chegar em um cara. 

16. Ouvir que coisas como carros, tatuagens, esportes radicais, roupas fechadas e afins "não são coisa de mulher". 

17. Não poder usar roupas curtas por medo ou receio do julgamento instantâneo e dos abusos que podem sofrer. 

18. Ter seu direito de expressão comprometido por ser mulher. Ela não pode sair pra balada com as amigas só pra dançar, não pode ter amigos homens e muito mais. 

19. Falar de sexo é algo que causa estranheza. Caso ela fale, é considerada vulgar. Caso utilize jargões ou palavreado mais informal e direto, é julgada porque "isso não é coisa de mulher". 

20. Não poder reclamar de atitudes machistas que limitam ou ameaçam seu comportamento cotidiano e serem consideradas "chatas, mal comidas, mal amadas, exageradas" quando decidem reclamar. 


Fonte: M Bonde

O discurso de Lupita Nyong’o


Tradução de Maiara Lima
Quero aproveitar esta oportunidade para falar sobre beleza, beleza negra, beleza escura. Eu recebi uma carta de uma menina e gostaria de compartilhar apenas uma pequena parte dela com vocês: “Cara Lupita,” onde se lê : “Eu acho que você realmente tem sorte por ser tão negra e ainda tão bem sucedida em Hollywood. Eu estava prestes a comprar um creme da “Whitenicious” para clarear minha pele quando você apareceu no mapa e me salvou.”
Meu coração sangrou um pouco quando li essas palavras, eu nunca poderia ter imaginado que o meu primeiro trabalho seria tão poderoso e que me tornaria em uma imagem de esperança, da mesma forma que as mulheres de “A Cor Púrpura” foram para mim.
Lembro-me de um tempo em que eu também me sentia feia. Eu ligava a TV e só enxergava pele pálida, fui provocada e insultada sobre o tom da minha pele cor de noite. E a minha única oração a Deus, o milagreiro, era que eu acordasse de pele mais clara. Na manhã seguinte, eu acordava tão animada em ver a minha nova pele que eu recusava a me olhar até que estivesse na frente de um espelho, porque eu queria ver o meu rosto claro de primeira. E todos os dias eu experimentava a mesma decepção de ser tão escura como eu era no dia anterior. Tentei negociar com Deus, eu lhe disse que iria parar de roubar cubos de açúcar à noite se ele me desse o que eu queria, eu obedeceria cada palavra da minha mãe e nunca perderia o casaco da escola de novo, se ele só me deixasse um pouco mais clara. Mas eu acho que Deus não se impressionou com as minhas barganhas, porque Ele nunca escutou.
E quando eu era adolescente, meu auto-ódio cresceu, como acontece durante a adolescência. Minha mãe me lembrou muitas vezes que ela me achava bonita, mas ela é minha mãe, é claro que ela deveria me achar bonita. E então…Alek Wek . Uma modelo célebre, ela era escura como a noite, ela estava em todas as passarelas e em todas as revistas e todo mundo estava falando sobre como ela era bonita. Até Oprah a achava bonita e fez disso fato. Eu não podia acreditar que as pessoas estavam abraçando uma mulher que parecia muito comigo, tão bonita. Minha pele sempre foi um obstáculo a ser superado e, de repente, Oprah estava me dizendo que não era. Foi desconcertante e eu queria rejeitá-lo, porque eu tinha começado a desfrutar da sedução da inadequação.
Mas a flor não poderia deixar de desabrochar dentro de mim, quando eu assistia Alek, via um reflexo de mim mesma que eu não podia negar. Agora eu tinha um degrau a cada passo meu, porque eu me sentia mais vista, mais apreciada pelos distantes guardiões da beleza. Em torno de mim a preferência pela minha pele prevaleceu, porém para os cortejadores com quem me importava, eu ainda era vista como feia. E a minha mãe novamente me dizia que você não pode comer beleza, porque ela não te alimenta, e estas palavras me atormentavam e incomodavam, eu realmente não entendia, até que finalmente me dei conta de que a beleza não era uma coisa que eu poderia adquirir ou consumir, era algo que eu tinha que ser.
E o que minha mãe quis dizer quando disse que você não pode comer beleza é que você não pode depender da sua aparência para se sustentar. O que é bonito é fundamentalmente a compaixão que você sente por si mesmo e por aqueles ao seu redor. Esse tipo de beleza inflama o coração e encanta a alma. Foi o que colocou Patsey em tantos problemas com seu mestre, mas também é o que tem mantido a sua história viva até hoje. Recordamos da beleza de seu espírito, mesmo depois que a beleza de seu corpo se foi.
E por isso espero que a minha presença em suas telas e revistas possa levá-la, jovem, em uma viagem semelhante. Que você sinta a validação de sua beleza externa, mas também chegue ao mais profundo objetivo que é ser bonita por dentro.
Não há vergonha na beleza negra.
***
O discurso de Lupita Nyong’o foi feito no evento ESSENCE Black Women In Hollywood.

Amor, Tombos e Outras Coisas... Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados